Como a Europa via a Revolução Russa?

Como a Europa via a Revolução Russa?
Como a Europa via a Revolução Russa?

Em meio ao conflito da Primeira Guerra Mundial, a Rússia vinha passando por seus próprios conflitos políticos internos, era a ascensão da Revolução Russa.

Mas como o restante da Europa via a Revolução Russa? Entenda mais sobre a revolução que não mudaria apenas a história política da Rússia, mas que teria um grande impacto histórico e político que persistiu ao longo do século XX.

O que foi a revolução Russa?

A revolução Russa foi a derrubada do Czar russo e tomada do poder pelo povo. Uma série de eventos e conflitos foram responsáveis pela retirada da monarquia que governava o império russo naquele período.

O que foi a revolução Russa?
Qual era o objetivo. Fonte/Reprodução: original.

A derrubada dos monarcas do poder da Rússia foi responsável pela criação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, tornando a Rússia o primeiro país do mundo com um governo socialista. A revolução Russa teve início na data de 8 de março de 1917 e durou até 16 de junho de 1923.

O que aconteceu antes da revolução Russa?

Antes mesmo da revolução Russa ter sido iniciada, a população russa já vinha estando descontente com a situação do país, o regime czarista, regime monárquico onde o Czar possuía poder absoluto, esse regime mantinha no poder, desde o século XVI, a família Romanov.

Além disso, a Rússia era um país atrasado, utilizando ainda o sistema feudal, no qual favorecia as pessoas nobres e o clero, enquanto a população pobre estava em situação de miséria no país.

Esses acontecimentos somados às tentativas falhas de industrialização do país e o grande gasto na Guerra Russo-Japonesa, que os russos perderam, começaram cada vez mais descontentar o povo, o que já estava gerando revoltas no ano de 1905.

Quais as causas da revolução Russa?

As principais causas da revolução Russa foram as seguintes:

  • Sistema agrário de modelo feudal ainda sendo utilizado;
  • Industrialização do país feita de maneira atrasada;
  • Alta concentração de riqueza nas mãos da burguesia;
  • Oposição ao sistema monárquico absolutista;
  • Surgimento de ideias revolucionárias de governo, como ideias liberais e socialistas;
  • Grande repressão da população, como o episódio do Domingo Sangrento, que aconteceu em 22 de janeiro de 1905, no qual manifestantes marcharam de forma pacífica para entregar uma petição ao Czar Nicolau II no Palácio de Inverno em São Petersburgo, mas acabaram sendo baleados pelos guardas imperiais a mando dele.

Todas essas causas geraram grandes opositores à monarquia russa, sendo os principais os Mencheviques e os Bolcheviques, grupos que divergiram do Partido Operário Social-Democrata Russo (POSDR), que por fim acabaria estourando na revolução Russa no ano de 1917.

Como a Europa via a revolução Russa?

Os holofotes do restante da Europa sobre a revolução Russa foram ofuscados devido a Primeira Guerra Mundial que ainda estava acontecendo ao mesmo tempo que os dois principais movimentos da revolução, a Revolução Branca (fevereiro de 1917) que aconteceu primeiro, provocada pela monarquia do país e através da qual foi criado um governo provisório de cunho Liberal.

Como a Europa via a revolução Russa?
Visão da Europa. Fonte/Reprodução: original.

E a Revolução Vermelha (outubro de 1917), em que a revolução encabeçada pelo exército bolchevique conseguiu tomar o poder para a classe trabalhadora e Lênin se tornou o primeiro líder da União Soviética.

A revolução Russa conseguiu atenção da Europa quando o exército russo se retirou da Primeira Guerra Mundial por causa dos conflitos internos do país, o que gerou insatisfação em seus aliados.

Quais as consequências da revolução russa?

A revolução Russa acabou tendo muitas consequências históricas ao longo dos anos, até a queda do muro de Berlim e o fim da União Soviética. Para alguns historiadores suas consequências acontecem até hoje.

No entanto as principais consequências naquele período foram:

  • As indústrias sendo comandadas pelos operários;
  • Estatização dos bancos;
  • Fim do regime czarista no país;
  • Terras redistribuídas no campo;
  • Exército Russo saindo da Primeira Guerra Mundial.

Ainda no final de 1917 teve o início da Guerra Civil Russa, onde opositores que queriam o retorno da monarquia e os Mencheviques, não contentes com Lenin e os Bolcheviques no poder, iniciaram uma guerra civil que durou até 1921, com a vitória Bolchevique conquistada outra vez e Stalin entrando no poder.

GOSTOU?! COMPARTILHE AGORA!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Wanderson Queiróz

Wanderson Queiróz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias populares

Leia também