Quais foram os objetivos da Grã-Bretanha durante a primeira guerra?

Quais foram os objetivos da Grã-Bretanha durante a primeira guerra?
quais foram os objetivos da grã bretanha durante a primeira guerra

Grã-Bretanha na Primeira Guerra é um fato curioso, visto que a nação se juntou com as demais potências da época por razões na maior parte militares.

De modo geral, esse evento histórico forçou a Grã-Bretanha na Primeira Guerra a adaptar tudo o que o país tinha de estrutura militar, econômica e política, tendo em vista ainda a grande industrialização como pano de fundo.

Portanto, há muito o que explorarmos sobre a Grã-Bretanha na Primeira Guerra Mundial a fim de ganharmos mais conhecimento da chamada Grande Guerra para os britânicos nas primeiras décadas do século XX.

Quais foram as principais razões para o envolvimento da Grã-Bretanha na Primeira Guerra Mundial?

Para começo de conversa, uma das razões para o envolvimento da Grã-Bretanha na Primeira Guerra foi uma disputa clara com os demais mercados internacionais com os países industrializados.

quais foram as principais razões para o envolvimento da grã bretanha na primeira guerra mundial
Principais razões para o envolvimento da Grã-Bretanha na Primeira Guerra Mundial. Fonte/Reprodução: original

Ao certo, esses países não conseguiam mais escoar a produção de suas fábricas. Consequentemente, a concorrência se tornava acirrada, particularmente entre a Grã-Bretanha e a Alemanha.

Se fala também como principais razões do envolvimento da Grã-Bretanha na Primeira Guerra, um fato específico em relação ao decadente Império Otomano (Turquia). A questão foi que a Grã-Bretanha quis libertar os povos árabes do domínio turco, com o intuito de explorar o petróleo do Oriente Médio.

Quais foram os principais objetivos da estratégia militar da Grã-Bretanha durante a guerra?

Todos sabemos que havia dois lados: o dos Aliados e o do Eixo. Porém, as potências combatentes foram, além disso, e se reuniram em blocos, digamos assim. E a Grã-Bretanha está totalmente inclusa.

Sobre os principais objetivos da estratégia militar da Grã-Bretanha na Primeira Guerra há grande importância mencionarmos aqui, tais como:

  • União de forças países Aliados em uma aliança militar significativa, a Tríplice Entente;
  • Ofensivas e avanços praticamente;
  • Batalha do Somme, onde França e Grã-Bretanha na Primeira Guerra Mundial lutaram contra os alemães;
  • Batalha de Passchendaele (ou de Ipres), também contra o Império Alemão;
  • Outras batalhas grandes e o avanço militar com gases venenosos, tanques, reconhecimento aéreo, bem como a tradicional marinha e exército forte.

Interessante mencionar algumas batalhas da Grã-Bretanha na Primeira Guerra Mundial, já que o conflito se baseou nisso, em batalhas constantes não só do ponto de vista entre nações, como também entre alianças militares.

Como o envolvimento da Grã-Bretanha na guerra mudou no decorrer do conflito?

Para persistir nas batalhas de frente com o inimigo, a Grã-Bretanha na Primeira Guerra certamente influenciou mais estratégias militares. Vejamos alguns exemplos, como no caso em que os franceses e a Grã-Bretanha se uniram na Batalha dos Dardanelos, em uma combinação de poder naval e operação anfíbia.

Outro efeito no conflito foram as infiltrações na campanha Palestina, em Gaza (1917) e em Megido (1918). Por outro lado, também devemos mencionar as ações de oficiais da Grã-Bretanha na Primeira Guerra, ao guiar tropas paramilitares árabes nos movimentos de guerrilha contra os otomanos. Aqui usaram mais estratégias, sendo estas desenvolvidas na Guerra da Boêmia.

E, obviamente, temos a grande vitória da Tríplice Entente, também devido ao envolvimento da Grã-Bretanha na Primeira Guerra Mundial.

Qual foi o impacto do envolvimento da Grã-Bretanha na Primeira Guerra Mundial em sua política interna e em sua sociedade?

Para a Grã-Bretanha na Primeira Guerra, todo o envolvimento desafiou o sentimento de cidadania e, acima de tudo, a relação entre o Estado e a sociedade civil. Particularmente, do ponto de vista da política liberal.

qual foi o impacto do envolvimento da grã bretanha na primeira guerra mundial em sua política interna e em sua sociedade
Grã-Bretanha na Primeira Guerra Mundial em sua política interna e em sua sociedade. Fonte/Reprodução: original

A Grã-Bretanha na Primeira Guerra trouxe não somente a forte presença do Estado, mas movimentou todo o sistema e a participação civil. Com isso, diversos artigos gostam de explorar o chamado pluralismo liberal.

Por exemplo, a Grã-Bretanha fez subir o serviço militar para o cidadão homem e o esforço de guerra. Passando também pela transformação no seu exército, cuja força estava mais concentrada localmente, no Império. Isso realmente teve um impacto na cultura política liberal.

Qual foi o legado do envolvimento da Grã-Bretanha na Primeira Guerra Mundial?

Com certeza, o conflito deixou um arraso, com milhões de mortes. Porém, um grande legado da Grã-Bretanha na Primeira Guerra foi um tanto interessante para os estudos.

Apesar dos avanços militares e na indústria, a Grã-Bretanha na Primeira Guerra também deixou o legado da discussão sobre o liberalismo dentro da sociedade em questão e nas relações internacionais.

Aqui o leitor pode até achar estranho falarmos de qual foi o legado da Grã-Bretanha na Primeira Guerra, com tantas tragédias. Mas, houve de fato a mobilização das populações a partir do pensamento liberal da guerra.

Não deixe de comentar, compartilhar, e voltar ao nosso site para mais fatos além da Grã-Bretanha na Primeira Guerra Mundial.

GOSTOU?! COMPARTILHE AGORA!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Wanderson Queiróz

Wanderson Queiróz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias populares

Leia também