O Assassinato do príncipe herdeiro do trono austro-húngaro, Francisco Ferdinando.

By | 1 de agosto de 2017

Em 28 de junho de 1914, o príncipe herdeiro do trono austríaco, Francisco Ferdinando, e sua esposa Sofia Chotek, foram assassinados em Sarajevo, capital da Bósnia, por um radical nacionalista sérvio, chamado Gavrilo Princip. O episódio entrou para a história como o Atentado de Sarajevo e foi causa imediata para o início da Primeira Guerra Mundial.

As motivações do crime remontam às intrincadas questões que envolviam os Bálcãs e os interesses das potências europeias na região desde o século XIX, no entanto, está ligado de forma mais direta à anexação da Bósnia-Hezergoniva pelo Império Austríaco em 1908, o que dificultava os planos da Sérvia de criação de uma grande nação eslava em torno de si — ideia que contava com a simpatia da Rússia — além de impossibilitar, à própria Sérvia, acesso ao mar Adriático.

No dia do atentado, o príncipe Francisco Ferdinando estava em visita oficial à Bósnia, onde passaria em revista as tropas do exército austríaco, acompanhado de sua esposa, Sofia Chotek. O atentado foi arquitetado por um capitão do serviço de segurança da Sérvia, Dragutin Dimitrijevic, que contou com o apoio de três jovens sérvios, ligados a um movimento extremista, de cunho nacionalista, denominado Mão Negra.

O episódio se desdobrou em vários capítulos ao longo do dia 28, antes que Gavrilov Princip conseguisse disparar certeiro contra Francisco Ferdinando e sua esposa, atingindo fatalmente o casal.

O assassinato do arquiduque elevou as tensões entre o império Austro-Húngaro e a Sérvia, cujas relações vinham abaladas devido influência austríaca nos Bálcãs. Assim, tardou exato um mês para que a Áustria-Hungria declarasse guerra à Sérvia, no dia 28 de julho de 1914, levando consigo para o conflito, seu aliado mais próximo, a Alemanha. Aliada dos sérvios, a Rússia entrou na guerra, com o apoio da França e Inglaterra, esta última, receosa da crescente influência alemã no cenário internacional desde a sua unificação, em 1871.

Desenrolaria-se assim, por quatro anos, a Primeira Guerra Mundial, que inauguraria, certamente, um novo capítulo na história da humanidade.

A Primeira Guerra Mundial chegaria ao fim em novembro de 1918 e em julho de 1919, foi assinado o Tratado de Versalhes, oficializando o fim do conflito.

Copyright© 2017 – Todos os direitos reservados – Prof. Richard Abreu.