Primeira crise do Marrocos entre França e Alemanha em 1905 e a visita de Guilherme II à Tanger.

Visita de Guilherme II, Kaiser alemão, ao Marrocos em 1905, desencadeou a primeira crise do Marrocos entre França, Alemanha e outras potências europeias. Em março de 1905, de volta de um cruzeiro a bordo do vapor Hamburg, o Kaiser alemão, Guilherme II, desembarcou em Tânger, no Marrocos, desencadeando uma, de tantas e graves crises que antecederam a Primeira Guerra Mundial que quase levaram a Europa à guerra generalizada antes de 1914. Na ocasião, o que pretendia o governo alemão, era criar uma agenda de conflito com a França, fazendo cindir a aliança recém-formada desta com a Inglaterra — a Entente Leia mais

Crise de julho: os dias que antecederam a Primeira Guerra Mundial.

Capa do New York Times, de 29 de junho de 1914, noticiando o assassinato de Francisco Ferdinando. Transcorreram-se exatos trinta dias do assassinato do arquiduque Francisco Ferdinando em Sarajevo, no dia 28 de junho de 1914, até que a declaração de guerra do Império Austro-Húngaro chegasse à Sérvia, em 28 de julho daquele ano, fato que levaria a Europa à catástrofe da guerra generalizada. Este lapso de tempo foi o suficiente para que os acordos e alianças tecidos ao longo de anos anteriores fossem postos em prática, fazendo eclodir a Primeira Guerra Mundial. Oito dias após findo o ultimato da Leia mais

O Assassinato do príncipe herdeiro do trono austro-húngaro, Francisco Ferdinando.

Em 28 de junho de 1914, o príncipe herdeiro do trono austríaco, Francisco Ferdinando, e sua esposa Sofia Chotek, foram assassinados em Sarajevo, capital da Bósnia, por um radical nacionalista sérvio, chamado Gavrilo Princip. O episódio entrou para a história como o Atentado de Sarajevo e foi causa imediata para o início da Primeira Guerra Mundial. As motivações do crime remontam às intrincadas questões que envolviam os Bálcãs e os interesses das potências europeias na região desde o século XIX, no entanto, está ligado de forma mais direta à anexação da Bósnia-Hezergoniva pelo Império Austríaco em 1908, o que dificultava os planos da Leia mais

A Unificação da Alemanha e a Primeira Guerra Mundial.

Após a derrota da França nas Guerras Napoleônicas, as principais potências europeias se reuniram no Congresso de Viena, que se estendeu de setembro de 1814 à abril de 1815, para deliberar sobre um novo redesenho político no continente. De uma das deliberações do Congresso, surgiu a Confederação Germânica, que culminaria, posteriormente, na unificação alemã, sob a liderança da Prússia. Antes da unificação, em 1871, a Alemanha como Estado não existia, mas sim um conglomerado de Estados independentes entre si, sob a influência de dois principais reinos, o da Prússia e o da Áustria, que disputavam a preponderância sobre os demais Leia mais

Por que a Primeira Guerra Mundial é assunto importante para os dias de hoje?

Em julho de 2014 a Primeira Guerra Mundial completou cem anos desde seu início. A data marca a declaração de guerra do Império Austro-Húngaro à Sérvia, seguida da declaração de guerra, no início de agosto do mesmo ano, da Alemanha à França e à Rússia. Hoje, há pouco menos de vinte anos, parte de seus reflexos ainda puderam ser sentidos na Europa em toda a sua intensidade, com a crise da Iugoslávia na década de 90 e a independência do Kosovo em 1999. Isso talvez dê a dimensão do conflito, que marcou o século XX e deixou legado para boas Leia mais